• Contatos:
  •   (86) 3216-3571
      samuestadopi@hotmail.com
Samu-ambulancia-topo

Ao discar 192, sua ligação será atendida pela Central de Regulação Médica de Urgência. Em um primeiro momento, a telefonista vai fazer algumas perguntas: motivo da ligação, endereço, município, ponto de referência e, em caso de acidentes, o número de vítimas. Alguns telefonistas do SAMU já utilizam protocolos de triagem para encaminhamento mais rápido do chamado ao médico regulador. Neste caso, outras duas perguntas serão realizadas: A vítima está acordada? A vítima está respirando? Posteriormente, a ligação é transferida para um médico regulador, que faz o provável diagnóstico, orienta sobre as primeiras ações e avalia a necessidade de envio de uma ambulância. Esta avaliação é feita a partir das informações que você fornecer por telefone, por isso é necessário estar junto ao local em que se encontra o paciente. Esta norma, preconizada pelo Ministério da Saúde, tem por objetivo garantir o encaminhamento mais adequado e permite que o médico regulador vá prestando as primeiras recomendações sobre o socorro, ainda pelo telefone, enquanto a pessoa aguarda a chegada da ambulância.

A indicação de atendimento dada pelo médico regulador é adaptada a cada necessidade, e pode ser:

 

Com o objetivo de garantir o atendimento precoce, sobretudo nas situações potencialmente mais graves, garantindo um tempo resposta mais efetivo às vítimas, foi estabelecido o seguinte protocolo de atendimento na Central de Regulação Estadual do SAMU:

Chamado de liberação rápida para agentes da Segurança Pública - Quando a solicitação que chega ao telefonista (TARM), através do fone 192, partir da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Policia Rodoviária Federal ou Estadual, nos casos de trauma com vítima ferida, pcr ou vítima inconsciente e desde que o solicitante esteja de plantão e na cena, ou representados por colegas de plantão na cena, a ambulância será imediatamente liberada. Do contrário (se o solicitante não estiver de plantão ou se não houver ninguém no local), ou ainda, se não houver ambulância disponível no momento, o telefonista deverá abrir uma ficha de socorro e encaminhar para avaliação do médico regulador.

Ao chamar o SAMU lembre-se: 

Tente responder a todas as perguntas solicitadas, mantenha a calma e não desligue o telefone até a liberação da ambulância pelo médico regulador. As informações colhidas são de extrema importância para definir o tipo de ambulância que será enviada e as orientações que serão fornecidas até a chegada da equipe do SAMU no local. Em hipótese alguma passe trotes, pois TODAS as ligações são gravadas e vidas podem ser perdidas ao ocupar o telefone 192. Cumpra seu dever de cidadão e utilize o SAMU com responsabilidade. Ligue para o SAMU somente se estiver diante de uma situação de emergência.

© 2013 SAMU 192 PIAUÍ.